Bibliografia

BIBLIOGRAFIA QUASE COMPLETA

de Frederico Barbosa

1. POESIA

1.1. Livros de Poesia

1.1.1. Rarefato, São Paulo: Iluminuras, 1990.

1.1.2. Nada Feito Nada, São Paulo: Perspectiva, 1993.

1.1.3. Contracorrente, São Paulo: Iluminuras, 2000.

1.1.4. Louco no Oco sem Beiras – Anatomia da Depressão, São Paulo: Ateliê Editorial, 2001.

1.1.5. Cantar de Amor entre os Escombros, São Paulo: Landy Editora, 2002.

1.1.6. Brasibraseiro (com Antonio Risério), São Paulo: Landy Editora, 2004.

1.1.7. A Consciência do Zero, Rio de Janeiro: Editora Lamparina, 2004.

1.1.8. Signicidade, São Paulo: Dulcineia Catadora, 2009.

1.1.9. Na Lata – Poesia Reunida (1978-2013), São Paulo: Iluminuras, 2013.

1.2. Organização de livros de poesia

1.2.1. Cinco Séculos de Poesia – Antologia da Poesia Clássica Brasileira. São Paulo: Landy Editora, 2000.

1.2.2. Na Virada do Século – Poesia de Invenção no Brasil (em parceria com Claudio Daniel). São Paulo: Landy Editora, 2002.

1.2.3. Inês de Castro e O Velho do Restelo – Edição comentada dos episódios camonianos (em

parceria com Sylmara Beletti). São Paulo: Landy Editora, 2001.

1.2.4. Clássicos da Poesia Brasileira – Antologia da Poesia Brasileira Anterior ao Modernismo. São Paulo: Klick Editora/O Estado de S. Paulo, 1a ed. 1997; 2a ed. 1999; Porto Alegre: Klick Editora/Zero Hora, 1997; Rio de Janeiro: Klick Editora/O Globo, 1997.

1.2.5. Poemas Escolhidos de Fernando Pessoa. São Paulo: Klick Editora/O Estado de S. Paulo, 1997;  Rio de Janeiro: Klick Editora/O Globo, 1997; Porto Alegre: Klick Editora/Zero Hora, 1998.

1.2.6. Sonetos de Luís de Camões, São Paulo/Porto Alegre: Klick Editora/Zero Hora, 1998.

1.3. Participação em Antologias

1.3.1. Poesia Brasileira do Século XX – dos modernistas à actualidade, organização de Jorge Henrique Bastos, pp. 349-352. Lisboa: Edições Antígona, 2002.

1.3.2. Poetas na Biblioteca – Antologia, organização de Reynaldo Damazio, pp. 23-30. São Paulo: Fundação Memorial da América Latina, 2001.

1.3.3. Nothing the sun could not explain – 20 Contemporary Brazilian Poets, edited by Michael Palmer, Régis Bonvicino and Nelson Ascher (poemas traduzidos para o inglês por Michael Palmer), pp.276-279. Los Angeles: Sun and Moon Press, 1997.

1.3.4. Norte y Sur de la Poesía Iberoamericana, coordinadora: Consuelo Triviño, pp.170-176. Madrid: Editorial Verbum, 1997.

1.3.5. Boxkite – A Journal of poetry & poetics, edited by James Taylor, (poema traduzido para o inglês por Michael Palmer), p.84. Sydney, Australia: The Poetics Foundation Inc., 1997.

1.3.6. Poesia paulista anos 90: antologia, organização de Luís Camargo, in: Revista da Biblioteca Mário de Andrade, v.55, pp.122-123. São Paulo: Secretaria Municipal de Cultura, 1997.

1.3.7. Antologia Poética Brasil – Colômbia (Para conocernos mejor), organizadores: Aguinaldo José Gonçalves e Juan Manuel Roca, pp.56-62. São Paulo: Editora UNESP; Bogotá: Asociación de Editoriales Universitarias de Colombia, 1996.

1.3.8. A Palavra Poética na América Latina: avaliação de uma geração, organização de Horácio Costa, pp.207-210. São Paulo: Fundação Memorial da América Latina, 1992.

1.3.9. Diez Brasileños – Antologia de la Joven Poesía Brasileña, organização de Horácio Costa (poemas traduzidos para o espanhol por Manuel Ulacia), in: Revista de la Universidad Autônoma de México, Volumen XLVI, número 482, pp.17-18. Cidade do México: marzo de 1991.

1.3.10. Antologia Comentada da poesia brasileira do século 21, Organização de Manuel da Costa Pinto, pp. 61-71. São Paulo: Publifolha, 2006

1.3.11. Alguna poesia brasileña (Antologia 1963-2007), Organização de Rodolfo Mata e Regina Crespo, pp.323-333. Cidade do México: Universidad Nacional Autónoma de México, 2009.

1. 4. Poemas em Revistas e Jornais

1.4.1. “Serpes”, Revista Polímica no3 , Editora Moraes; São Paulo; 1981.

1.4.2. “Dois Poemas”, Revista Corpo Extranho no3, Editora Alternativa; São Paulo; 1982.

1.4.3. “Dois Poemas”, Revista Através no l, Editora Martins; São Paulo; 1982.

1.4.4. “De Rarefato: três poemas”, Revista Dactylus – Revista Literaria, Departamento de Español y Portugués, Universidad de Texas en Austin, número 5, Primevera de 1986, Austin, Texas, Estados Unidos; 1986.

1.4.5. “Austinights”, Revista Dactylus – Revista Literaria, Departamento de Español y Portugués, Universidad de Texas en Austin, Número 6, Austin, Texas, Estados Unidos; 1987.

1.4.6. “S.O.S.”, Revista Bric a Brac,  número V,  Brasília, 1990/1991; p.34.

1.4.7. “Sendo”, Revista Exu, número 20, Salvador, março/abril de 1991; p.11.

1.4.8. “Dead End”,  Jornal Verve: Arte-Comportamento-Jornalismo, número 47, Rio de Janeiro, maio de 1991; p.35.

1.4.9. “A língua deste  povo: achados.”,   Revista Bric a Brac,  número VI, Brasília, agosto de 1991; p.49.

1.4.10. “Labyrintho Difficultoso”, Revista Caramelo, número 3, São Paulo, outubro de 1991; p.93.

1.4.11. “sem nem”, Revista Exu, número 24, Salvador, novembro/dezembro de 1991; pp. 28-29.

1.4.12. “Encontros Diversos”, Jornal da Tarde, 18/10/1993.

1.4.13. “Sol Syl”, Jornal da Tarde, 13/11/1993.

1.4.14. “Certa Biblioteca Pessoal”, Revista Magma, revista literária do Programa de Pós-Graduação – Departamento de Teoria Literária e Literatura Comparada, FFLCH, Universidade de São Paulo, número 2. São Paulo, 1995; pp. 105-110.

1.4.15. “A Língua deste Povo – Achados: 1840-41”, Revista Invenção do Brasil, publicação do Museu Aberto do Descobrimento e da Fundação Quadrilátero do Descobrimento, Salvador, 1997; pp. 67-68.

1.4.16. “Pior do que a Morte”, Revista Libertárias, número 5, São Paulo, dezembro de 1999; p. 70.

1.4.17.   “31/12/99”, Revista Cult, número 29, ano III, São Paulo, dezembro de 1999; pp. 19-21.

1.4.18.  “Pior do que a Morte”, in: Caderno Mais!, Folha de S. Paulo, 9 de janeiro de 2000, p. 32.

1.4.19.  “Ditadura da Popularidade”, jornal Ação Direta, publicação do Centro de Mídia Independente, abril de 2001; p. 8.

1.4.20.  “Vocação do Recife”, Suplemento Literário, número 70, Secretaria de Estado da Cultura de Minas Gerais, abril de 2001; pp. 32-33.

1.4.21.  “Mapa de Viagem”, Revista Continente Multicultural, número 8, Recife, agosto de 2001; pp. 34-36.

1.4.22.  “Vocação do Recife”, Correio das Artes, publicação do jornal A União, número 20, João Pessoa, novembro de 2001; p. 11.

1.4.23.  “Poesia e Porrada”, Revista Sebastião, número 1, São Paulo, 2001; pp. 28-29.

1.4.24.  “Grande Teatro dos Sentidos”, Revista Trópico (http://www.uol.com.br/tropico/), 2001.

1.4.25.  “Desexistir” e “BR-116”, Correio das Artes, publicação do jornal A União, número 24, João Pessoa, janeiro de 2002; pp. 10-11.

1.4.26.   “Haicais”, publicados na primeira página do Caderno Copa 2002, Folha de S. Paulo, 29/5; 5/6; 12/6; 19/6; 26/6 e 3/7/2002.

1.4.27. “Grito Solar – Anatomia do Desejo”, Revista Cacto (poesia & crítica), número 1, São Paulo, agosto de 2002; pp. 38-39.

1.4.28. “São Paulo Sintopia”, Jornal O Estado de São Paulo, 25/01/2012.

1.4.29. “Queixa-se o poeta de sua cidade no seu aniversário e recebe ajuda dos seus poetas mortos”, Jornal O Estado de São Paulo, 25/01/2012.

2. ARTIGOS/ENSAIOS

2.1.  “As Dobras da Obra” – Uma leitura da obra poética de Sebastião Uchoa Leite. Folhetim,

Folha de São Paulo, 03/12/1988.

2.2.  “Câmera de Ecos” – Uma homenagem a Octavio Paz. Jornal Verve:

Arte-Comportamento-Jornalismo, número 42, Rio de Janeiro, dezembro de 1990.

2.3.  “Que Crítica?” – Uma crítica à crítica de arte no Brasil hoje, em colaboração com Carlos Fernando. Caderno Mais!, Folha de São Paulo, 24/02/1992.

2.4.  “A  tradição do rigor e depois…” – in: A Palavra Poética na América Latina: avaliação de uma geração, organização de Horácio Costa. São Paulo: Fundação Memorial da América Latina, 1992; pp.133-140.

2.5.  “Tropicália: invenção e liberdade, por que não?” Jornal do Anglo, número 105, São Paulo, outubro de 1993; pp. 12-13.

2.6.  “Poesia e Integridade”. Posfácio do livro Sondas, de José de Paula Ramos Jr.. São Paulo: Ateliê Editorial, 1997; pp. 76-81

2.7.  “Pessoa além dos Heterônimos”. Revista Cult,  número 18, São Paulo, janeiro de 1999; pp. 50-51.

2.8.  “No meio de Drummond: veredas”. Revista Cult, número 26, São Paulo, setembro de 1999; pp. 70-71.

2.9. “Uma estrela colorida brilhante”. Apresentação do livro O Guarani, de José de Alencar. São Paulo: FTD, 1999; pp.9-22

2.10. “O Poeta do Rigor: João Cabral de Melo Neto”. Caderno Cultura & Lazer, Diário do Grande ABC, 11 de novembro de 1999; p. 3.

2.11. “Um tal Lau: poeta integral”. Posfácio do livro Sem meias palavras, de Lau Siqueira.

João Pessoa: Idéia Editora, 2002; pp. 66-72.

3. RESENHAS CRÍTICAS

3.1. “O regresso de  Casanova: decadência no espelho.” Uma leitura do romance O Retorno de

Casanova, de Arthur Schnitzler. Jornal da Tarde, 11/06/1988.

3.2. “Uma fantástica rede de imagens.” Uma leitura do romance O Visconde Partido ao Meio,

de Italo Calvino. Jornal da Tarde, 09/07/1988.

3.3. “O Mono Gramático: as vias da analogia.”  Uma leitura do romance O Mono Gramático,

de Octavio Paz.  Jornal Nexo, São Paulo, Julho de 1988.

3.4. “Amores. Previsíveis e superficiais.” Uma leitura do romance Amor Dividido,

de Barbara Pym. Jornal da Tarde, 30/07/1988.

3.5. “O mundo assombrado de De Chirico.” Uma leitura do romance A Casa Assombrada,

de Alberto Savinio (Andrea DeChirico). Jornal da Tarde, 20/08/1988.

3.6. “Um enigma.  Um grande mosaico abstrato.” Uma leitura do romance V.,

de Thomas Pynchon. Jornal da Tarde, 03/09/1988.

3.7. “O essencial é saber ver.” Uma leitura da coletânea de ensaios O Olhar,

organizada por Adauto Novaes. Jornal da  Tarde, 24/09/1988.

3.8. “O livro perdido (e incompleto) de Lawrence.” Uma leitura do romance Mr. Noon,

de D.H. Lawrence. Jornal da Tarde, 29/10/1988.

3.9. “Sintomas de um  mundo em  decomposição.” Uma leitura do romance O Pessoal de July,

de Nadine Gordimer. Jornal da Tarde, 29/10/1988.

3.10. “Um belo concerto de silêncios.” Uma leitura do romance O Silêncio das Sereias,

de Adelaida García Morales. Jornal da Tarde, 26/11/1988.

3.11. “Pode desconfiar dele.”  Uma leitura do livro de contos Confie em Mim,

de John Updike. Jornal da Tarde, 24/12/1988.

3.12. “O prazer macabro da destruição mútua.” Uma leitura do romance Bandoleiros,

de João Gilberto Noll. Jornal da Tarde, 04/03/1989.

3.13. “Um novo Don Juan. Tenso, irônico e muito bom.” Uma leitura do romance Don Juan,

de G. Torrente Ballester. Jornal da Tarde, 18/03/1989.

3.14. “Denunciando o racismo.  E defendendo a violência.” Uma leitura do romance Mississipi

em Chamas, de Joel Nost. Jornal da Tarde, 25/03/1989.

3.15. “No cinema foi melhor. Uma nulidade.” Uma leitura do romance Cry Freedom: Um Grito

de Liberdade, de John Briley. Jornal da Tarde, 01/04/1989.

3.16. “Satori. Iluminado momento do poeta.” Uma leitura do livro de poemas Satori,

de Horácio Costa. Jornal da Tarde, 13/05/1989.

3.17. “Alexis, à procura do mito do mar.” Uma leitura do romance À Procura do Ouro,

de J.M.G. Le Clézio. Jornal da Tarde, 20/05/1989.

3.18. “Sem ousadia, sem  inovação, palavras sem peso.” Uma leitura do livro de poemas Poros,

de Rubens Rodrigues Torres Filho. Jornal da Tarde, 24/06/1989.

3.19. “Quem tem medo de Gregório de Matos?” Uma leitura do ensaio O Seqüestro do

Barroco na Formação da Literatura Brasileira: O Caso Gregório de Matos, de Haroldo de

Campos. Jornal da Tarde, 05/08/1989.

3.20. “Retrato ácido da mulher americana.” Uma leitura do romance S.,

de John Updike. Jornal da Tarde, 02/09/1989.

3.21. “Entre o sonho,  a memória e o ser em dissipação.” Uma leitura do romance A Morte de

um Apicultor, de Lars Gustafsson. Jornal da Tarde, 09/09/1989.

3.22. “Osso a Osso: a crítica pelo estranhamento.” Uma leitura do livro de poemas Osso a

Osso, de Vasko Popa. Jornal da Usp – Caderno de Leitura/Edusp, 18 a 24/09/1989.

3.23. “Um canal estimulante.  Para as idéias e a poesia.” Uma leitura da revista O Cavalo Azul,

dirigida por Dora Ferreira da Silva. Jornal da Tarde, 17/03/1990.

3.24. “Reconstituição da vida setecentista na Ístria.” Uma leitura do romance A Herdeira

Veneziana, de Fulvio Tomizza. Jornal da Tarde, 07/04/1990.

3.25. “Escritor albanês recupera a ironia de Homero.” Uma leitura do romance Dossiê H.,

de Ismail Kadaré. Folha de São Paulo, 16/06/1990.

3.26. “’Não’ é a nova  poesia de Augusto de Campos.” Uma leitura do poema “Não”,

de Augusto de Campos. Folha de São Paulo, 30/06/1990.

3.27. “Ensaio investiga as origens do romance moderno.” Uma leitura do ensaio A Ascensão do

Romance, de Ian Watt. Folha de São Paulo, 21/07/1990.

3.28. “Anais de colóquio discutem a interpretação.” Uma leitura do volume de ensaios A

Interpretação, editado por Inácio Pinkusfeld de Bastos. Folha de São Paulo, 15/09/1990.

3.29. “Obra básica apresenta a comédia teatral ao leitor brasileiro.” Uma leitura do ensaio

Iniciação à comédia, de Vilma Arêas. Folha de São Paulo, 20/10/1990.

3.30. “Livro paradidático apresenta obra de Manuel Bandeira e João Cabral.” Uma leitura do

ensaio Manuel e João: Dois Poetas Pernambucanos, de Francisco de Assis Brasil. Folha de

São Paulo, 10/11/1990.

3.31. “Em ‘Chafariz  dos Turcos’, Faraco faz da crônica um gênero maior.” Uma leitura do

volume de crônicas O Chafariz do Turco, de Sérgio Faraco. Folha de São Paulo, 17/11/1990.

3.32. “Leminski: Vida.”  Uma  leitura do livro de biografias Vida, de Paulo Leminski. Folha de

São Paulo,  24/11/1990.

3.33. “Poeta elabora gramática das coisas inúteis.” Uma leitura do livro de poemas Gramática

Expositiva do Chão, de Manoel de Barros. Folha de São Paulo, 01/12/1990.

3.34. “‘Estilo Tropical’ investiga polêmicas culturais no Brasil.” Uma leitura do ensaio Estilo

Tropical, de Roberto Ventura. Folha de São Paulo, 25/05/1991.

3.35. “Caleidoscópio de Signos.” Uma leitura do livro de poemas A uma incógnita,

de Sebastião Uchoa Leite. O Estado de  São Paulo, 13/07/1991.

3.36. “Ensaios de Costa Lima enfocam cultura brasileira.” Uma leitura do volume de ensaios

Pensando nos Trópicos, de Luiz Costa Lima. Folha de São Paulo, 24/08/1991.

3.37. “Livro traz traduções em ciclo lunar.” Uma leitura do livro de traduções Pré-Lua e Pós-

Lua, de Augusto de Campos. Folha de São Paulo, 16/03/1992.

3.38. “A pedra da lucidez”. Uma leitura do livro Prosa, de João Cabral de Melo Neto.

Jornal de Resenhas, 12 de setembro de 1998.

3.39. “Uma Gramática da Existência”. Uma leitura do livro de poemas Nu entre nuvens,

de Reynaldo Damazio. Revista Cult, número 56, março de 2002.

4. ORGANIZAÇÃO DE OUTROS LIVROS

4.1.  O Sermão do Bom Ladrão e Outros Sermões Escolhidos. São Paulo: Landy Editora, 2000.

4.2.  Contos Escolhidos de Artur Azevedo. Rio de Janeiro: Klick Editora/O Globo, 1997.

5. CONSULTORIA TÉCNICA E ORGANIZAÇÃO DE COLEÇÕES

5.1 Help! – Sistema de Consulta Interativa: Técnicas de Redação e Literatura.

Consultoria e redação técnica da seção de Literatura. São Paulo:

Klick Editora/O Estado de S. Paulo, 1997.

5.2 Coleção Ler é Aprender – 20 clássicos da literatura luso-brasileira. São Paulo:

Klick Editora/O Estado de S. Paulo, 1997.

5.3 Coleção Livros – 20 clássicos da literatura luso-brasileira. Rio de Janeiro:

Klick Editora/O Globo, 1a ed. 1997; 2a. ed. 1999.

5.4 Coleção ZH – 10 clássicos da literatura luso-brasileira. Porto Alegre:

Klick Editora/Zero Hora, 1997.

5.5 Coleção ZH98 – 10 clássicos da literatura luso-brasileira. Porto Alegre:

Klick Editora/Zero Hora, 1998.

5.6 Coleção Vestibular – 20 clássicos da literatura luso-brasileira. São Paulo:

Klick Editora/O Estado de S. Paulo, 1999.

5.7 Coleção Clássicos da Literatura. São Paulo: Galex, 2001/2002.

6. LIVROS DIDÁTICOS

6.1. Literatura e Cultura Brasileira, Curitiba: IESDE Brasil S.A., 2008.

6.2. Modernismo na Literatura Brasileira, Curitiba: IESDE Brasil S.A., 2009.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s