Na Ponta da Língua

o desejo na ponta da língua
não de falar-me
ter-te
na ponta da língua
não de te falar
percorrer-te
na ponta da língua
ser-te
certeira flecha

o amor (ah, este inconfundível mistério)
se apronta
na ponta da língua

vadia aponta
a língua vazia
e busca na boca
(alheia)
o gosto que
te recheia

e quer lábios
e se contorce
dentro da boca
(própria)
como em autobeijo
querendo
penetrar na boca
(alheia)

e se despede
como quem se despe
como quem pede
ar
sem fôlego
sem coragem
só couraça
coração sem

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s