Mesmo

preso em mim e ao meu desespero
sei que todos vamos morrer
e ninguém grita e ninguém protesta
e ninguém parece se preocupar

todos parecem tão normais
ser feliz é tão banal

preso em mim
e o meu desespero
só cresce com meu grito
só domina meu destempero

todos parecem tão contidos
ser calmo é tão natural

preso em mim
e o meu desespero
destrói o que me resta

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s